quarta-feira, 15 de maio de 2013

Os Tigres Asiáticos


"Os Tigres Asiáticos"

Também conhecidos por "Dragões Asiáticos" ou NICs (Newly Industrialized Countries, países recentemente industrializados): Coréia do Sul, Taiwan (ou Formosa), Hong Kong, Malaísia e Cingapura. São países do extremo oriente e sudeste asiático que apresentaram, nas últimas décadas, uma grande prosperidade econômica, alcançando elevadas taxas de crescimento, sobretudo industrial.
 Os "Tigres" do Sudeste Asiático
República de Cingapura
Área: 616 km2
População: 2 550 000 habitantes
Cingapura surgiu como República em 1965, quando se separou da Federação Malaia.
O seu território consiste de uma ilha e 54 ilhotas adjacentes. A área consistia anteriormente num vasto pântano: o lugar onde está a cidade-estado foi, na maior parte, drenado e aterrado. Embora se fale o malaio, a população chinesa domina em 76%.
O país obteve um rápido progresso, transformando-se em centro bancário e financeiro, ou, se preferirem, no "paraíso das multinacionais". É que o seu governo militar e repressivo abriu o país ao capital estrangeiro.
 Cingapura: Centro Financeiro da "ASEAN"
Em 1967, foi criada a "Associação de Nações do Sudeste Asiático", a fim de promover a integração regional. Participam da ASEAN, além de Cingapura, a Indonésia, a Malaísia, as Filipinas e a Tailândia.
Seu sucesso foi tamanho que, hoje, a ASEAN controla a economia regional.
 Federação da Malaísia
Área: 329 749 km2 - População: 15 700 000 (1990)
Capital: Kuala-Lumpur: (1 100 000 habitantes)
As duas principais porções do país são:
1) o extremo sul da península da Indochina (extremo sul da Tailândia), que é uma região cortada de Norte a Sul por montanhas e estreitas planícies litorâneas;
 2) a parte longitudinal norte da ilha de Bornéu, nas regiões de SARAWAK e SABAH. Mais da metade do país é recoberto de florestas.
 A complexidade humana do país, 45% de malaios, 36% de chineses além de minorias várias, provoca até mesmo um clima de violência. A prosperidade dos chineses, irrita os malaios, daí serem freqüentes os distúrbios de ordem racial (que, no fundo, é econômica, claro).
O governo tem ampliado as funções aos malaios, estendendo os direitos políticos aos chineses, visando minimizar os conflitos.
A Malaísia possui a mais próspera economia do sudeste asiático e a maior renda "per capita". A agricultura predominante é a do arroz, chá e pimenta. Mas a sua maior renda advém de atividades extrativas vegetais: madeira e borracha (1º produtor) e minerais: ferro e estanho (1º produtor e 32º do mundo), comercia com a Inglaterra, Cingapura, Japão e EUA.
Para ter uma economia próspera, o país recebe um grande número de refugiados indochineses, os "boat-people". Como Cingapura, apresentou nos últimos anos um rápido crescimento industrial, baseado no mercado externo.
 Os "Tigres" do Extremo Oriente
Formosa ou Taiwan
A ilha de Formosa separou-se da China em 1949, constituindo a República da China Nacionalista.
Possui uma área de 35 981 km2, que abriga uma população de 20 500 000 habitantes.
 Coréia do Sul
Separou-se da Coréia do Norte em 1954, possui uma área de 99 117 km2 e população de 43 milhões de habitantes.
 Hong Kong
A cidade de Hong Kong foi tomada da China pelos ingleses, na metade do século XIX. Existe um acordo entre Inglaterra e China, estabelecendo a reunificação dessa cidade ao território chinês, a partir do ano de 1997.
Possui apenas 1 067 km2 e uma população de 5 800 000 habitantes.
 Os "Tigres Asiáticos" possuem um modelo de desenvolvimento industrial baseado na exploração do trabalho, com jornadas de trabalho intensas, muito superiores às dos países capitalistas desenvolvidos. Outra característica da economia desses países é a exportação de produtos industriais (plataformas de exportação).
Apresentam condições de vida superior à dos países subdesenvolvidos.
A atividade industrial, utilizando tecnologia de média sofisticação, apresenta um grau de qualidade bem aceito no mercado internacional. Exportam computadores, calculadoras, aparelhos elétricos, aparelhos ópticos, roupas, brinquedos, etc.).

Nenhum comentário:

Postar um comentário